Descubra a diferença entre os adoçantes

Tiane Brites 30 de maio de 2010 3 3.412 visualizações   
Descubra a diferença entre os adoçantes

Se você é daquelas que diz não ao açúcar e aposta no adoçante, fique de olho, manter a saúde exige cautela. Você sabia que existem inúmeros tipos e marcas de adoçantes? Procure entender a funcionalidade de cada um e se eles realmente proporcionam o efeito esperado.

É importante lembrar que os órgãos reguladores determinam uma Ingestão Diária Aceitável (IDA), que representa a quantidade segura que se pode consumir do produto durante toda vida. Por isso, verifique qual a orientação do fabricante. O importante é não exagerar para evitar sabor residual e ir adoçando conforme a preferência”, conta a nutricionista especializada em gastronomia nutricional, Cinthya Maggi.

ASPARTAME
É um adoçante artificial composto por dois aminoácidos: ácido aspártico e fenilalanina. Não pode ser utilizado em presença de altas temperaturas, pois perde o sabor doce. O Aspartame é 200 vezes mais doce que o açúcar. Ótima opção para adoçar cafés e sucos. Pode ser encontrado em gotas, envelopes e a granel. É permitido para diabéticos.

SACARINA/CICLAMATO
Sua doçura é de 300 a 500 vezes ao do açúcar comum. Pode ser utilizado em altas temperaturas e por obesos e diabéticos. O ciclamato é um edulcorante artificial, 30 vezes mais doce que o açúcar. Como a sacarina e o ciclamato tem efeito sinérgico, isto é, quando combinados tem um poder adoçante maior, normalmente são encontrados juntos, e são os mais usados na área da culinária dietética. É encontrado na forma líquida, em envelopes e granular.

STEVIOSÍDEO
Também conhecido como Stevia é um edulcorante natural. Adoça 300 vezes mais que o açúcar. Permitido para diabéticos e pode ser utilizada em receitas que vão ao fogo ou ao forno. É encontrado em pó, líquido ou granular.

ACESULFAME K
Tem doçura de 130 a 200 vezes maior que a sacarose. Normalmente é misturado com outros adoçantes para aumentar o poder doce e diminuir o gosto amargo ou em produtos industrializados como mistura para bolos por causa de sua estabilidade ao calor, pois suporta altas temperaturas.

SUCRALOSE
Adoçante artificial, feito a partir de uma molécula modificada de açúcar comum (sacarose). Adoça 600 vezes mais que o açúcar. Pode ir ao fogo. Permitido para diabéticos.

NOVOS ADOÇANTES
Existe um novo tipo de adoçante (açúcar light) que utiliza o açúcar comum aliado com outros adoçantes, deixando o produto com as mesmas características do açúcar comum, com menos calorias. Ele pode ser usado no preparo de receitas de doces, bolos, pudins, sorvetes e sobremesas que necessite de açúcar em receitas de forno e fogão. As exceções de uso são para os diabéticos e quem tem restrição ao uso do açúcar, por recomendação médica.

Segundo a nutricionista Flávia Moraes, as melhores opções de adoçantes são Stevia e Sucralose. O Stevia puro é um adoçante natural com menos contra indiações do que os outros. Já a Sucralose é obtido a partir da molécula de açúcar. Dê preferência…

FONTE: Portal Cristiana Arcangeli



3 Comentários »

  1. Ana Maria Alves Vilela Pinto 13 de julho de 2012 at 7:34 - Reply

    Achei muito importante os esclarecimentos prestados sobre os tipos de adoçantes,pois sou diabética e tenho muita dificuldade de tomar adoçantes e chego a ter receios se ou não usá-los.Um abraço.

  2. Pedro Ferboni 5 de abril de 2014 at 0:50 - Reply

    Quanto de adoçante pode ser usado com segurança?

  3. Pedro Donizeti Ferboni 4 de abril de 2014 at 21:55 - Reply

    Achei muito bom a informação dos adoçantes e suas finalidades, mas gostaria de informações mais completas como por ex: quantas gotas deve ser tomada durante o dia com segurança, ou qual é o risco de câncer que apresenta o produto.
    Uma informação um pouco mais detalhadas.

Deixe sua opinião »

Plugin dos mesmos criadores deBrindes :: More at PlulzWordpress Plugins

Switch to our mobile site